Confesso tua bagunça, casa.

Eu odeio admitir, mas: Confesso! Declaro meus anseios dos quais tive por ti, todas aquelas vontades despertadas na minha alma. Revelo todo aquele nosso lance, apesar de para mim ter feito sentido. Afirmo todos as vezes que queria te ver, porém tu não estavas lá de coração. Enfim... confesso. Já era de se imaginar o … Continue lendo Confesso tua bagunça, casa.