Lá vem ela!

Me lembro de ter te visto naquela noite sem compromisso, como um dia qualquer; fizestes esquecer tudo com um temporal. Assim como uma noite chuvosa e com tantos ventos, parece que em um estalar de dedos aquilo tudo passou- como uma dona do tempo. Já possuía esse meu lado de escritor, mas aguçastes todos os meus sentidos mais íntimos, como um perfume o qual associamos a alguém e que até então não sabia, mas a fragrância deixava marcas até no coração – Onde conseguistes essa essência?

E o tempo? Temporal ou o do relógio das horas passando? eu quero os dois, como um típico moço de Belém sou apaixonado por um toró (quando se trata de um banho de chuva); aquela intuição misturada com todo aquele cheiro de que o céu vai desabar me faz lembrar de ti. Remete a todos os momentos no presente – mas ninguém me falou que era para relacionar os dois em algo só.

És como esse momento, se é que posso te chamar de “presente”. Me fazes sentir vivo, como se a cada gota de chuva do céu me molhasse enquanto o tempo estaciona; me consumistes por inteiro, porém eu lembrasse: Fazia tempo que não sentia isso. Parece que quanto mais envelhecemos mais esquecemos desses instantes tão simples como um banho de chuva. A estação da um “stop” e por tempos te faz lembrar o quanto isso é gostoso: a sensação de fechar os olhos, dar uma respirada e abrir um sorriso de saudade por essas memórias.

Te peço que sejas como a cidade das mangueiras: deixa todos os dias teus rastros de quando vais “cair”, seja um toró ou uma garoa(como o paulista diz). Porém te peço, faça eu sentir como aquela criança doida por um banho de chuva e não como um adulto chato que reclama quando um mísero chuvisco está para cair.

Imagem do site

É bem simples, mas complicamos… talvez seja a idade ou o tempo que deve estar ruim mesmo. Só me deixa parar esse instante na tua presença envolvedora, mesmo sabendo que uma hora vai passar, chuva.

Eita, escutei um barulho de trovão lá fora, acho que lá vem ela. Que teus pingos de chuva atrasem meu tempo por um motivo feliz. E me faça sentir vivo nesse teu “presente”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s